Xixis com Farturinha

Podemos definir o caráter de uma pessoa apenas olhando como ela trata os animais.

Conheça Luna, cadela resgatada pouco antes de morrer de fome

Quando a ajuda chegou, Luna estava quase morrendo. Emaciada, a cadela estava vivendo em miséria em um quintal de uma casa do México, onde seus tutores não tinham dinheiro para alimentá-la.

“Havia algo muito comovente nela”, afirmou a fotógrafa Tracey Buyce ao The Dodo. “Eu não podia deixar ela lá”.

Tracey, que é parte da mesa diretora da ONG Cats and Dogs International (CANDi), encontrou Luna na cidade de Bonfil, durante um dos mutirões do grupo em 2013 para castração de animais. Apesar de já ter fotografado centenas de cães para a CANDi, Luna se destacou.

Tracey convenceu o tutor a deixar Luna sob seus cuidados dali em diante e levou-a correndo para um dos veterinários que trabalha com a organização.

Lá, eles descobriram que Luna estava a apenas “alguns dias da morte”. Não só estava nos últimos estágios de inanição, como também descobriram que ela tinha um câncer, felizmente tratável.

Depois de ser tratada no México e levada para os Estados Unidos, graças aos enormes esforços de Tracey, do CANDi e de outros colaboradores, Luna está feliz e saudável, adotada por uma família americana.

Um vídeo mostra a dramática transformação pela qual passou Luna:

O México e muitos países do Caribe sofrem de altíssimas taxas de superpopulação, abandono e miséria canina.

Sabendo que cães sem cuidados irão incomodar os turistas, governos locais e indústrias de turismo comumente financiam a morte de cães famintos através de envenenamento, afogamento e eletrocussão, de acordo com a CANDi.

“É uma epidemia”, afirma Tracey, explicando que muitas pessoas desses locais não conseguem alimentar e vacinar suas próprias crianças, menos ainda outras espécies. A CANDi trabalha para atacar a crise de superpopulação criando centros gratuitos de castração de animais. Eles também encorajam os turistas a alimentarem os cães que encontrarem, já que pode ser sua única refeição por vários dias.

Luna agora mora com sua família humana em Saratoga Springs, no estado de Nova York, Estados Unidos.

“Ela é super doce. Ela se encaixa perfeitamente naquela família como se sempre tivesse sido a sua casa. Eu sinto como se fosse pra ser assim”, afirma Tracey.

20 Agosto, 2015


Artigo Anterior

Artigo Seguinte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *