Xixis com Farturinha

Podemos definir o caráter de uma pessoa apenas olhando como ela trata os animais.

A morte nos canis de Portugal

Este gatinho sem nome morreu num canil de portugal.

Era o 988… Morreu.
Cerca de 100.000 (cem mil) animais morrem nos canis municipais
Mas há outras milhares de mortes escondidas: os que morrem por doenças facilmente tratáveis, os que morrem de tristeza, medo e solidão, mesmo antes que a eutanásia chegue.
70% a 80 % dos animais entrados nos canis morrem lá, por MORTE NATURAL (uma designação “simpatica” para definir uma morte que não sendo provocada é de grande sofrimento psicologico), EUTANASIA POR DOENÇA (muitas delas adquiridas nos prorios canis) e , finalmente, POR ABATE.
Quando você entrega o seu animal no canil fica a saber que tem cerca de 70% a 80% de probabilidade de morrer lá
Quando você pede a recolha de um animal fica a saber que tem 70% a 80% de probabilidade de morrer lá
Só 20 a 30%, nos melhores canis, escapam à morte.
Não se iluda, o animal que lá entregou terá o destino do pequeno 988

Quando vocês abandona um animal na rua, ele provavelmente vai ser recolhido e vai morrer num canil. Ou, se não for recolhido, vai morrer nas ruas, depois de sujeito a toda a especie de privações, medos e sofrimentos

E você pode perguntar: Então como faço?

– ESTERILIZE O SEU ANIMAL para que não nasçam ninhadas que nem você nem ninguém quer
– ADOPTE RESPONSAVELMENTE,
NÃO COMPRE ANIMAIS
– SE VAI MUDAR DE CASA E o senhorio não quer animais,escolha outra casa
– SE A VIDA MUDA DRASTICAMENTE, entregue o seu animal a pessoa da sua confiança. Peça ajuda.

E sempre, sempre ESTERILIZE.

Se vocês pensa que há um sitio, um shelter, para receber todos os animais que você e outros não querem, não se engane nem engane os outros. Não há, simplesmente PORQUE NÃO HÁ ADOPTANTES PARA TODOS.
E porque não há?
Porque os animais se reproduzem mais depressa que os adoptantes. Portanto ,não há adoptantes para todos nem nunca haverá.
Dois gatos dão origem a 2000 gatos em 4 anos. Sim , dois mil gatos.
Jamais haverá adoptantes para todos eles. Esta é a causa maior do problema.
Dê as voltas que der: OU SE COMBATE A CAUSA OU NENHUMA MEDIDA SERÁ SUFICIENTE PARA MINORAR A CONSEQUÊNCIA.

Todos queremos o fim das mortes dos canis (das “naturais” e das provocadas”. Mas não basta querer. É preciso trabalhar muito no terreno e recuperar 20 anos de atraso de uma politica que apostou sempre no remedeio das consequências.

É preciso politicas reais, estratégicas, globais e intensas, que mudem a realidade actuando do lado da CAUSA – a sobrepopulação ALIADA À REPRODUÇÃO excessiva.

 

Sem controle de natalidade dos animais, jamais nada mudará e passaremos a vida inteira a a tentar minorar a consequência como quem tirá água de um barco furado.

O gatinho 988 morreu porque alguem achou que não tem que esterilizar a sua gata porque “eles”, lá dos canis, arranjam donos…

Todos os animais deste filme morreram em canis de portugal.

6

16 Outubro, 2015


Artigo Anterior

Artigo Seguinte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *